BNCC Matemática Álgebra no 6º ano do Ensino Fundamental

BNCC Matemática | Álgebra no 6º ano do Ensino Fundamental

Neste post falaremos sobre as proposições da BNCC para o desenvolvimento do pensamento algébrico com estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental.

Assista ao conteúdo deste post nos vídeos a seguir!

Nesta série de posts estamos analisando as proposições da BNCC para o Ensino de Álgebra em todos os anos do Ensino Fundamental, desde o 1º até o 9º.

Vale lembrar que, antes da BNCC, o ensino de Álgebra, em sua formalidade, surgia apenas no 7º ano do Ensino Fundamental. Mas, agora, essa unidade temática aparece desde o 1º ano do Ensino Fundamental, como já foi tratado nos posts anteriores.

Vamos, então, analisar a primeira habilidade de Álgebra para o 6º ano do Ensino Fundamental.

Unidade temática
Objetos de conhecimento
Habilidades
Álgebra
Problemas que tratam da partição de um todo em duas partes desiguais, envolvendo razões entre as partes e entre uma das partes e o todo
(EF06MA14) Reconhecer que a relação de igualdade matemática não se altera ao adicionar, subtrair, multiplicar ou dividir os seus dois membros por um mesmo número e utilizar essa noção para determinar valores desconhecidos na resolução de problemas.

Se você acompanha os posts viu que quando falávamos de Álgebra no 5º ano do Ensino Fundamental, o que se propunha lá é praticamente o que se propõe aqui. Só utilizaram palavras diferentes.

Esse reconhecimento de que a igualdade é mantida quando uma mesma operação é realizada nos dois membros de uma igualdade é a base para a resolução de equações. É uma compreensão essencial para o estudante.

E antes, o desenvolvimento dessa ideia, ocorria somente lá no 7º ano do Ensino Fundamental. Agora, isso já ocorre bem antes e a ideia é que o estudante, no 6º ano, já esteja com essa habilidade bem desenvolvida, mesmo que, nesse ano escolar, os estudantes ainda não tenham que lidar com a linguagem algébrica de forma específica.

Perceba que o que se propõe nessa habilidade é que o estudante seja capaz de utilizar esse conhecimento relacionado às igualdades na resolução de problemas. Ou seja, o foco é no pensamento algébrico relacionado às propriedades das igualdades, não na linguagem algébrica em si, com todas as suas formalidades.

Resta esperar o que os livros didáticos vão propor em relação a isso. Pois isso depende da visão a respeito da resolução de problemas. 

Vamos analisar a próxima habilidade? Ela fala sobre proporcionalidade.

Unidade temática
Objetos de conhecimento
Habilidades
Álgebra
Problemas que tratam da partição de um todo em duas partes desiguais, envolvendo razões entre as partes e entre uma das partes e o todo
(EF06MA15) Resolver e elaborar problemas que envolvam a partilha de uma quantidade em duas partes desiguais, envolvendo relações aditivas e multiplicativas, bem como a razão entre as partes e entre uma das partes e o todo.

É importante destacar que ainda não se fala de procedimentos algébricos nesse momento. Muita gente sabe que existe um mecanismo algébrico que agiliza a resolução de uma regra de três, mas a ideia, nesse momento, é utilizar mecanismos próprios com base no domínio do conceito de proporcionalidade.

Até porque a pessoa pode até conhecer os mecanismos algébricos de resolução de uma regra de três, mas se ela não entende o conceito de proporcionalidade, o procedimento algébrico pode não servir para muita coisa.

A habilidade fala sobre resolução e elaboração de problemas que envolvam partilha de uma quantidade em partes desiguais, sobre as quais já falamos nos vídeos relacionados ao 5º ano. Eu te convido a assisti-los para dar uma olhada nas situações que eu apresentei lá.

Falando sobre problemas de divisão em partes desiguais, mas com relações aditivas e multiplicativas, a gente consegue enxergar situações que poderiam ser resolvidas com sistemas de equações com duas incógnitas. 

Mas, lembre-se, nesse momento, os estudantes não iniciaram o estudo da linguagem algébrica com profundidade, portanto, eles precisam recorrer aos próprios recursos e utilizar o conhecimento que possuem sobre proporcionalidade.

Quer ver um exemplo? A soma das idades de duas pessoas é de 66 anos. Uma das pessoas tem o dobro da idade da outra. Quais são as idades das duas pessoas? 

Como eu disse, esse poderia ser um problema facilmente resolvido com um sistema de equações, mas não é esse o objetivo. Vamos só enxergar a habilidade que eu citei anteriormente nesse problema. Trata-se de um problema de divisão em partes desiguais, pois é como se a gente estivesse distribuindo a soma das idades, que é de 66 anos, entre duas pessoas, mas uma das pessoas possui o dobro da idade da outra pessoa. 

Quando a gente utiliza essa ideia de que uma idade é o dobro da outra, temos aí uma relação multiplicativa, pois a idade de uma pessoa é igual à idade da outra pessoa multiplicada por dois. E quando a gente fala que a soma das duas idades é de 66 anos, temos aí uma relação aditiva.

Então, em comparação com o 5º ano, existe um aumento gradual no nível de complexidade das situações a serem resolvidas, mas isso tudo é muito importante para que o estudante já comece a estudar a linguagem algébrica, no 7º ano, com o pensamento algébrico bem desenvolvido.

Esse é o motivo pelo qual a unidade temática Álgebra agora é trabalhada desde o 1º ano do Ensino Fundamental. 

Para finalizar a análise dessa habilidade, vamos lembrar que aparece lá o seguinte: “A razão entre as partes e entre uma das partes e o todo”

Como eu já falei de forma bem detalhada sobre isso nos vídeos para o 5º ano, eu te convido a assisti-los, se você ainda não fez isso. O link para assistir a todos os vídeos dessa série aparece no fim desse post.

Se quiser compartilhar comigo os seus pensamentos, você pode me localizar em algum canal na internet (Site, YouTube, Instagram, Facebook ou Pinterest) ou enviar um e-mail diretamente para mim. Terei o maior prazer em trocar uma ideia. E, se quiser envolver outras pessoas na nossa conversa, utilize a #BNCCMatemática nas redes sociais.

Grande abraço e bons estudos!

Gostou? Salve no Pinterest e consulte sempre que quiser!