BNCC Matemática na Educação Infantil Episodio 22

BNCC | Matemática na Educação Infantil | Objetivo EI03ET06 | Episodio #22

Neste post vamos analisar mais um objetivo de aprendizagem e desenvolvimento proposto pela Base Nacional Comum Curricular, a BNCC, para a Educação Infantil, mais especificamente para as chamadas crianças pequenas, de 4 anos até 5 anos e 11 meses.

Objetivo EI03ET06

Relatar fatos importantes sobre seu nascimento e desenvolvimento, a história dos seus familiares e da sua comunidade.
Abordagem das experiências de aprendizagem

As crianças pequenas aprendem sobre a noção de tempo por meio das diversas experiências que vivem desde o seu nascimento. Nessa faixa etária, já conseguem elaborar imagens mentais, conquista essa que as apoia para lembrar e falar sobre acontecimentos passados e a fazer antecipações do futuro próximo. A participação das crianças pequenas em eventos e celebrações como festas de aniversários, festa junina, viagens de férias e visitas a familiares ajuda com que se aproximem da noção de sequências temporais. Tendo oportunidades de falar sobre suas lembranças e vivências, as crianças aprendem a expressar suas próprias ideias sobre o tempo.Nesse contexto, é importante que as crianças pequenas tenham a oportunidade de participar de situações nas quais sejam convidadas a relatar lembranças, a participar e conversar sobre eventos e celebrações, e a viver e comparar situações de intervalos variados de tempo, percebendo alterações ocorridas em seu próprio corpo, como a perda e o aparecimento de dentes, o aumento na altura, no tamanho das mãos e dos pés, entre outras, e que possam descrever e refletir sobre sequências de acontecimentos. É importante também que possam conversar entre elas, em pequenos grupos, sobre suas vivências familiares, e que tenham diferentes oportunidades de participação da organização de eventos e festas tradicionais, de comemorar os aniversários e algumas passagens significativas do tempo, identificando-as apoiadas no calendário e utilizando a unidade de tempo — dia, mês e ano — para marcar as datas significativas, sejam de seu grupo, de seus grupos familiares, como também da comunidade escolar.
Sugestões para o currículo

Ao formular objetivos de aprendizagem e desenvolvimento específicos para o currículo, é desejável detalhar noções, habilidades, atitudes e/ou especificidades locais para cada um dos objetivos de aprendizagem e desenvolvimento da BNCC. Para as crianças pequenas, é possível construir objetivos específicos relacionados à identificação de mudanças no tempo, como, por exemplo, em sua família e em sua comunidade, usando palavras ou frases que remetem a mudanças, como “quando eu era bebê”, começando a diferenciar eventos do passado e do presente. O currículo pode considerar objetivos específicos relacionados ao uso da sequência temporal, como recontar eventos importantes em uma ordem sequencial. O currículo local pode, ainda, trazer exemplos de celebrações e festas tradicionais em sua comunidade ou abordar atitudes a serem desenvolvidas, como, por exemplo, ter prazer com sua vida pessoal e familiar, e valorizar as formas de vida de outras crianças ou adultos, identificando costumes, tradições e acontecimentos significativos do passado e do presente.

Assista ao conteúdo deste post no vídeo a seguir!

O objetivo faz parte campo de experiências:

Espaços, tempos, quantidades, relações e transformações.

O código do objetivo de hoje é EI03ET06 e o descritivo é:

Relatar fatos importantes sobre seu nascimento e desenvolvimento, a história dos seus familiares e da sua comunidade.

Uma análise superficial desse objetivo pode nos levar a pensar que ele se relaciona mais com questões de ciências humanas, por trazer a ideia da construção de uma linha histórica.

Essa percepção não está equivocada, principalmente porque, especialmente na Educação Infantil, as áreas do conhecimento não estão em gavetinhas, ou seja, não existem momentos para estudar Matemática ou história. A criança, por meio das atividades bem planejadas e orientadas, sem perder a dimensão do brincar, desenvolve habilidades e aprende o tempo todo.

Mas existe uma dimensão muito matemática nesse objetivo, relacionada ao procedimento de comparação.

Ao estabelecer uma narrativa que leva em conta os estados da vida, desde o seu nascimento, a criança fará comparações entre situações do passado, do presente e do futuro, quando estiver descrevendo as transformações ocorridas em sua forma física, por exemplo. De forma muito natural, as crianças compreendem a ideia de que o tempo passa quando começam a colecionar diversas experiências, em memórias e registros, desde o seu nascimento.

Os ritos sociais, como festas de aniversários, casamentos e festas locais, dos quais as crianças participam, também são importantes para a construção de noções de tempo.

Para explorar bem o objetivo proposto neste post, as situações de aprendizagem devem oportunizar às crianças momentos em que construam essas narrativas de sua própria história, relatando mudanças no local onde vive, transformações em seu corpo, relações familiares, relações de amizade e trajetória escolar.

Também devem ser levadas a se expressar sobre eventos futuros próximos, como aniversários de amigos e familiares, aniversário de sua cidade, datas comemorativas oficiais, festas e grandes eventos.

Um exemplo de uma atividade bem interessante envolve o uso de imagens, com o objetivo de se construir uma história em uma sequência temporal. Essas imagens podem ilustrar uma história qualquer, e, nesse caso, além da organização temporal das imagens, para que se tenha uma história com construção lógica, a criança também poderá usar e abusar da criatividade para elaborar uma história que prenderá a atenção de todos que estiverem ouvindo ou lendo!

Para essa construção também podem ser utilizadas fotografias da própria criança, em diferentes fases de sua vida, desde o seu nascimento. Na história, ela pode falar do dia em que nasceu, quantos anos atrás isso ocorreu, qual era o dia da semana, se foi no período da manhã, da tarde ou noite.

Pode ser que a criança tenha um registro em imagens do dia em que fez algo marcante, como balbuciar as primeiras palavras, começar a engatinhar ou ficar em pé sozinha pela primeira vez.

Uma ferramenta de medição de tempo muito interessante é o calendário. Na sala de aula deve-se explorar o uso dessa ferramenta, com a marcação de eventos escolares, atividades da turma, aniversários das crianças, período de férias e outras atividades interessantes.

E aí, o que você achou desse objetivo de aprendizagem e desenvolvimento?

Grande abraço! Tchau!